function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

(título desconhecido)

(título desconhecido): "
Nos tratam como idiotas

cartão de visita da democracia estadunidense no Iraque

A mídia estadunidense agora denomina o Mubarak de ditador.

Mas como, ha 30 anos que ele é considerado democrata e agora deixou de sê-lo?

Mas justiça seja feita. Eles, que gostam de chutar cachorro morto, já avisaram seus vassalos da mídia ocidental que o termo para se referir a Mubarak passa a ser ditador.

E todo mundo obedece, inclusive a mídia brasileira, que de brasileira não tem nada e continua se comportando como terceiro-mundista, não percebendo que o Brasil já ultrapassou essa fase.

Os patrões da mídia nos tratam como idiotas, achando que continuamos dependentes deles.

Tolos, não percebem que o mundo mudou.

Mas o que esperar de uma mídia que insiste em dizer que Israel é um estado democrático?

Será porque em Israel não se reconhece o casamento civil?

Ou será porque a sua constituição permite a tortura “moderada”?

Pode ser também por causa do muro do apartheid.

Ou será porque Israel ocupa três nações em pleno século 21?

Afinal não era essa mídia que considerava o regime do apartheid da África do Sul democrático?

E não é essa mesma mídia que denomina o libanês Hizbullah e o palestino Hamas de terroristas?

São terroristas porque defendem seus países?

O chanceler Bismarck disse certa feita que se o povo soubesse como são feitos os jornais e as salsichas, não leria jornais e nem comeria salsichas.

E olha que a nossa mídia precisa se higienizar, e muito, para adquirir o status de salsicha..
"

Nenhum comentário:

Postar um comentário