function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Folias carnavalescas

Carnaval, expressão profana de um período no qual as pessoas travestem suas vidas de forma exporem seus recônditos sentimentos, verdadeiros ou não.  Época onde uma certa "euforia" toma conta de quase todos,  expressão de uma certa "ditadura da felicidade", tal qual nas festa de Ano Novo, onde ficar  "na sua", é sinônimo de antipatia e de "estraga prazeres".  Não existe nada mais irritante pra mim do que ter que expressar sentimentos que soam vazios em meu coração.  Felicidade, alegria, regozijo, paixão, são sentimentos, pra mim, tão nobres, tão importantes e sublimes, que não podem ser submetidos a nenhuma  forma de imposição de ditadura ou regra social.  Gostar, amar, apaixonar-se ou até mesmo odiar, tem que ser e parecer autênticos.  Alguns diriam que tu podes "machucar alguém" com suas "duras" palavras ou com sua maneira de falar certas coisas... Não tenho dúvida de que isso procede, machuca e amofina, como o "adeus" injusto, vindo de quem se ama.  Mas a vida prossegue, na real e na virtual forma de se viver e amar e pra nossa sorte, não se restringem a apenas "três dias de folia e brincadeira".  Amém.
                                                                                   J. R. Messias

Nenhum comentário:

Postar um comentário