function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

sábado, 6 de janeiro de 2018

Margens

No doce leito
Resultado de imagem para margensdesse pequeno rio,
lavro suas margens
para de seus eflúvios,
garimpar paladares
receptivos ao degustar
de teu maciço corpo,
de onde absorvo 
sabores e licores.

Entrego-me 
ao êxtase desta 
prospecção em que
levas-me ao jugo
de teus desejos e apelos,
através de uma hipnose
permissiva e passiva,
subjugado pela sinuosidade
arrebatadora de teu cavalgar
e do teu tão inebriante olhar,
a conduzir-me, como um encantado,
pelos desígnios traçados
pela magia de teu amar,
e meu único medo é
que um dia, teu rio,
não corra mais para o meu mar.


                                       J  R  Messias

18 comentários:

  1. Boa tarde. Poema muito bonito. Parabéns :))

    Hoje: Deslaço memórias, d'amor ausente.
    .
    Bjos e um feliz dia de Reis.

    ResponderExcluir
  2. Belíssimos versos!
    Tenha um excelente fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ano Novo e o recarregar das paixões.
      Beijos, Vanessa

      Excluir
  3. Maravilhoso e doce poema.

    Beijo. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo carinho de sua atenção.
      Abraços, Cidália

      Excluir
  4. Lindo poema. Maravilhoso de ler
    .
    Quer ler?: * Teu Sorriso ... Minha Doce Inspiração *
    .
    Deixando cumprimentos
    Bom dia

    ResponderExcluir
  5. Magnífico poema, parabéns.
    Bom fim de semana, caro Messias.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Messias!

    Um poema mto intrínseco e muito amoroso.
    Descreves, perfeitamente, teus desejos e teus medos, que, mto provavelmente não se concretizarão.

    Abraços e tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de tudo, Feliz Ano Novo (se tu és judia, islâmica, hindu, ou ateia, desculpe-me).
      Estavas em férias bem prolongadas. Sabes que é um prazer tê-la por aqui e até pensei que tinhas ficado hibernando e só voltaria na primavera (rs).
      Quanto ao "margens", é bem isso que tu falas
      é um banzo que nunca vai ser resolvido.
      Abraços e bem vinda sempre!

      Excluir
    2. Ps. Ausente do Céu, tudo bem, mas da Terra, não.

      Excluir
    3. As minhas desculpas, Messias! Deveria ter começado o meu comentário POR DESEJAR-TE UM EXCELENTE ANO NOVO! E DESEJO-TE, EVIDENTEMENTE!

      Não, não estive de férias, só que posto de só 4 ou de 5 em 5 semanas, devido à falta de tempo e ao problema de contraturas nas minhas mãos, que devo poupar, e depois, pra cúmulo, eu não sei ser sucinta.

      Nunca hibernei. Estou bem atenta a tudo o que me rodeia. Posso, sim, descansar algumas semanas, isso sim!

      Estou ávida que chegue a Primavera, pois estou farta do frio, dos dias nebulados, enfim do cinzento das pessoas e das coisas, dos objetos, do k vejo à minha frente.

      Pois, há mto que sinto isso. Para mim, não dava! Vamos conversar e arrumar o assunto de vez, pke amores tipo Romeu e Julieta, sont déjà passés.

      Espero cá estar, na terra, mais uns bons anos. Esta sei k existe, o céu, não sei.

      Abraços e dias felizes.

      Excluir
    4. Fale, Céu! Todos temos os nossos problemas, maiores ou menores, logo fique certa que eu e todos os seus leitores, entendemos e respeitamos o tempo e o ritmo de cada um.
      Aqui na Amazônia, só chuva pois somente em junho começa o período de "verão".
      Abraços, Céu.

      Excluir
  7. Vim te visitar , gostei do que li! Lindos versos!
    Tenha uma tarde feliz!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre uma surpresa e um prazer, "atrair" gente
      para partilhar o que nos move com tanto prazer.
      Abraços.

      Excluir
  8. Um poema repleto de meiguice e sedução

    Deixo cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar da dureza da vida e do coração, continuo tentando.
      Abraços, Gil.

      Excluir