function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Amargo




Trago em mina alma
as chagas de tua ira
de onde destilo
para seu bel prazer
esta amaga poesia.
vingar o passado foi insuficiente
infligindo dor e lamento
 a esta paixão latente
que, mesquinha, praticas ainda no presente.
Tens profunda mágoa e rancor
que para quem ama, rima com a dor
por que pontes e navios queimador foram,
sobrando apenas o infinito desamor.
Te amei, na loucura dos segredos
te afaguei, com carinho, em meus sonhos
te desejei na eternidade de uma vida
e hoje, a página dessa paixão, eu dobrei.




                          J. R. Messias

16 comentários:

  1. Quando se dobra uma página no coração, abre-se outra página na alma. Bonito poema em palavras de amor.
    .
    * A Mulher ... e o olhar matreiro da Serpente *
    .
    Deixando abraço e beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro, Gil, acho que foi a última página a ser dobrada.
      Abraços.

      Excluir
  2. Às vezes é mesmo preciso virar a página...
    Excelente poema, parabéns caro Messias.
    Bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o poema. Obrigada pela Partilha.

    Hoje:- A Dança no Paraíso
    .
    Bjos
    Fim de semana feliz.

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema, cheio de beleza e delicadeza em seus versos.
    desejo um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. E olha que caprichei no suco de giló (rs). Grato pelo carinho, Vanessa. Boa semana.

    ResponderExcluir
  6. Sempre um prazer recebê-la, N.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Passei para ver as novidades.
    Mas gostei imenso de reler o seu excelente poema.
    Continuação de boa semana, caro Messias.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pertinência de suas palavras são sempre bem vindas.

      Excluir