function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

domingo, 18 de março de 2018

Amazona

Resultado de imagem para amazonaAbdicar de teu amor,
é como estar a sombra 
de um deserto, na secura ardente
de um coração sem afeto,
é como declamar orações
a um ateu coração
que legou ao meu,
a carência de tua paixão.
Assim sigo escorando-me
por entre paredes nuas,
deixando por entre sonhos 
e a vil realidade, rastros 
de lágrimas a percolarem
pelos espaços vazios 
deste meu coração deserto.
Mesmo pelo massivo açoitar
desta saudade, varrida
pelos ventos da solidão, peço
que faças de mim teu 
eterno cativo, tua  montaria,
a conduzir-me inclemente,
por tuas estradas, luas e ruas.


                                               J R  Messias





14 comentários:

  1. Pura sedução em versos poéticos

    Feliz final de domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando pra para ler o que escrevi, percebo dimensões, de facto, oclusas.
      Abraços.

      Excluir
  2. Boa noite!
    Poema fantástico!! Adorei

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito. :))

    Hoje:- Saudosa Viagem...

    Bjos
    Votos de uma boa Segunda-Feira.

    ResponderExcluir
  4. Poema doce, soberbo, sublime. Deliciei-me a ler.
    .
    * Amor em líricos fragmentos de vento. *
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderExcluir
  5. Excelente poema de amor.
    Parabéns pelo talento poético que as tuas palavras revelam.
    Bom fim de semana, caro Messias.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Sensibilidade e muita emoção em teus versos poeta, adorei. Bjss

    ResponderExcluir
  7. o amor tem imensas vertentes, Messias, mas amor do jeito que tu escreves é submissão.
    se quer um amor saudável e biunívoco.

    abraços e dias livres e felizes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes do amor ser amor, ele é pura submissão, entrega e loucura. Por isso vale a pena.
      Mas não custa nada "fritar o peixe, de olho no gato".
      Abraços

      Excluir