function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

domingo, 17 de agosto de 2014

Voejar


Ter um sonho,
sonho de voar,
voar nem que seja um voo cego,
incerto, que demanda, ao certo, 
um desvario, que embora concreto,
voo nenhum há de me levar,
pois as asas que tenho,
são efêmeras e oníricas,
presas as costas pelo amalgama da teimosia
que sustenta meu planar, por céus obscuros e hostis 
para os que sonham, para os que ousam,
até que chega a hora do sonho despertar
e cada asa em ilusão se transformar
e na profunda realidade, meu eu, quedar.


                        J. R. Messias


Imagem: afadainflada.blogspot.com

3 comentários:

  1. Seus poemas são belíssimos !
    Viver e sonhar é preciso .
    Quando deixamos de sonhar perdemos a alegria e magia de viver.
    Abraços.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Messias. Belíssimo poema, querido.
    Sonhar é tão bom e faz um bem incrível, ainda que, nossos sonhos não realizem-se e caiamos ao chão outra vez.
    Ainda assim, desistir não é louvável, pois a única coisa que temos sempre livre em nossa mente é o desejo de sonhar, e quem sabe, poder realizar!

    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    Redescobrindo a Alma

    O Refúgio Das Origens
    (blog onde escreve nos dias 09 e 23 de cada mês)

    Redescobrindo a Alma

    <a href="http://carinhosemselosdosamigos.blogspot.com.br/>Nome Carinhos Em Selos</a>

    ResponderExcluir
  3. Desculpe o tempo para responder, querida Poetisa, é que estive a viajar por estes dias e só hoje estou fazendo a varredura do que precisa ser respondido.
    Quanto a gentileza de seu comentário, quero dizer que já tive de desistir, algumas vezes, não dos sonhos mas na concretização de alguns deles.
    Abraços, Pinna.
    Ps. Não conhecia o "carinho dos amigos". Vou vê-lo.

    ResponderExcluir