function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Virtual.paixão.com


Seria a lei do mínimo esforço amoroso ? uma reconfiguração na forma de amar ? uma evolução da antiga (e não extinta), relação amorosa epistolar ? (como no file, "Cartas para Julieta"), ou o comodismo  e a pseudo-segurança de namoros em sítios de relacionamento (com todos os riscos inerentes)?


O namoro virtual, parece uma "ideologia" de sentimentos recíprocos (ou não), acalentados pela frieza da solidão de uma virtualidade insensível que dá a distância, essa falsa sensação de proximidade e aconchego ao coração e principalmente ao ego, que transmuta um sentimento amoroso e real, numa ilusão emocional, preenchida pelas promessas repletas de bits, bytes, gigabytes, fantasiosas e, muitas das vezes, mentirosas, expressas na sofreguidão  destes desejos virtualizados mas, no fundo, reais, e carentes de um amor companheiro e verdadeiro.



J. R. Messias


imagem: conexaoarabe.blogspot.com




6 comentários:

  1. Muito bom e certas palavras.
    Numa relação virtual existe falsos e verdadeiros sentimentos. Na maioria das vezes são mesmo pessoas carentes e vazias.
    Exclui meu orkut por dois motivos: fui rakeada e colocaram pornografia e até as moças só queriam amizades na busca de sexo.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. São os riscos inerentes as redes sociais, Vall. Na verdade, este texto é um apanhado de muito do que ouvi e vivi, neste mundo virtual. Imagino quantas experiências não tens para contar, não?
    Abraços menina Vall.

    ResponderExcluir
  3. Gostei de passar por aqui. Vou ficar.
    Beijo.
    Nita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grato, Nita, o prazer é meu em recebê-la.

      Excluir
  4. Bela reflexão, Messias, com uma conclusão totalmente perspicaz! Porém, conheço um casal de jovens(ele é meu ex-aluno) que se conheceram na internet e deu tão certo que casaram-se ha pouco tempo com direito a tudo que manda o figurino e estão programando o primeiro filho. Um amor lindo lindo, o deles, mas isso é tao raro, não é mesmo? Acho tão difícil a confiança de um relacionamento ser construída a distância' sem olhos nos olhos! Mas enfim, tudo é possível quando o amor acontece com uma recíproca verdadeira.

    Beijos.

    PS:Ah! Tenho comentado logada no perfill do Atitude porque nao tenho conseguido enviar logada no Asas, ok? Coisas que não se entende...

    ResponderExcluir
  5. Tem seres humanos que já nascem predestinados que se conheceriam, se amariam e se casariam até usando mensagens de fumaça, Lu. É a beleza da vida.
    quanto aos problema dos comentários, ainda bem que tens um plano B.
    Beijos, Linda!

    ResponderExcluir